Jan/16

3

ELOGIO A UMA GUERREIRA

Somente agora, pouco mais de 20 anos após seu falecimento, é que tomei coragem para registrar algumas palavras sobre minha querida mãe, Maria Neusa Coelho Bortoleto.

Pequenina, filha caçula dentre nove filhos da família Coelho, e mãe de cinco filhos, ela continua sendo um grande exemplo para mim seja por seu empenho para manter a família únida como para educar minhas filhas.

Enérgica e rigosora, fiel à seus princípios, nunca deixou de proteger-nos e jamais exitou em ajudar-nos, e apenas quando sua saúde já não lhe permitia viver por si mesma foi quando nos pediu ajuda. E olha que lutou durante seis anos contra um impiedoso câncer e mesmo com muito sofrimento (dezenas de sessões de radio e quimioterapia, diversas cirurgias enormemente invasivas, remédios, dores, ..), nunca se queixou, nunca se rendeu. O que quiser então? Apenas admirar!

Seu empreendedorismo foi notável quando resolveu abrir uma pequena loja em nossa própria casa, quando já tinhas seus quarenta e tantos anos. Em pouco tempo conseguiu estabelecer uma clientala fiel e ter estoque incrível. Bluas de frio vindas das malharias de Monte Sião, sapatos alpargatas, bijouterias, etc. Enfim, ela dominada o sistema “compra-venda” como poucas, e com um pequeno investimento conseguiu realizar seu sonho: seu uma empresária – uma empreendedora.

Em conformidade às suas origens, minha mãe nunca deixou de preparar maravilhosos doces caseiros: doce de mamão, sugli de laranja, bala de café, sagú, doce de arroz, doce de abóbora, e uma incrível bolacha de nata. Sinto saudades de tudo isso… dessa mulher prendada, perfil em extinção nos dias atuais!

Olha ela, aqui em plena juventude…

Maria Neuza Coelho Bortoleto

Maria Neuza Coelho Bortoleto

Maria Neuza Coelho Bortoleto

Maria Neuza Coelho Bortoleto

Reunião dos imãos da Família Coelho e algumas cunhadas.

Reunião dos imãos da Família Coelho e algumas cunhadas.

«

»